Skate feminino no Oi Park Jam 2018 | Pedro Barros Ganha no Masculino!

Praia Brava (SC), tremeu com Oi Park Jam 2018

Skate feminino no Oi Park Jam 2018!!! Evento da modalidade Olímpica Skateboard Park, tipo um bowl com elementos do street, que fará parte das Olimpíadas de Tóquio 2020, aconteceu neste dia 28 de janeiro na Praia Brava em Itajaí - SC. Muito sol e gente bonita, além da categoria masculino, este ano, pela primeira vez, teve a categoria feminina.

Skate feminino no Oi Park Jam 2018!

As Campeãs do Skate feminino no Oi Park Jam 2018!

Na categoria feminina, quem levou o caneco foi Yndiara Asp, catarinense, que mesmo chegando atrasada e cansada de uma longa viagem (Califórnia - USA) para os treinos, Yndi manteve sua determinação e concentração.
O segundo lugar ficou para Dora Varella de São Paulo, que já vem se destacando há algum tempo e mostrando que tem muito skateboard na veia.
E quem garantiu o terceiro lugar foi a jovem catarinense de 12 anos Isadora Pacheco. Fiquem de olho nessa catarinense que promete muito.

Os Campeões do Oi Park Jam 2018!

Além da presença do hexacampeão mundial de bowl Pedro Barros, que garantiu o primeiro, um dos destaques foi Luizinho (Luiz Francisco) de Lorena - SP, que pela primeira vez compete como profissional garantindo o segundo lugar. E o terceiro lugar ficou para o Americano Chris Russell.

O catarinense e hexacampeão mundial de bowl confirmou o favoritismo e venceu a etapa que dá largada para os eventos de skate ao redor do mundo. Confira! Imagens: Gabriel Rios Reportagem: Marcelo Luccas

Parabéns a todos!

E por falar de Skate feminino no Oi Park Jam 2018, neste sábado dia 03/02 a AFSK vai realizar o Campeonato Brasileiro de Skate Feminino valendo o título de 2017

Organização do Oi Park Jam é acusada de machismo em premiação!

Polêmica começou depois de foto publicada mostrando valor de prêmio com grande diferença entre skatista homem e mulher na mesma competição. O valor para a categoria feminina, portanto, foi de R$ 12 mil a menos do que o pago para a categoria masculina, o que logo incentivou as mensagens acusando a organização do evento de ser machista. O fato fez com que skatistas femininas se manifestassem e os responsáveis pelo Oi Park Jam se posicionassem sobre o assunto.

O que respondeu a organização do OI Park Jam?

Eles disseram que as premiações foram diferentes porque levaram em consideração o número de praticantes, ainda diferente entre os gêneros. Foram 23 homens profissionais no evento, e apenas 10 mulheres, na maioria amadoras. Ainda assim, a repercussão continuou e os usuários acabaram acusando a organização de contraditória, uma vez que se diz comprometida com o debate sobre igualdade de gênero e para incentivar o skate feminino, mas ainda assim oferece premiações e, consequentemente, incentivos inferiores que os dos homens. Por: minhaoperadora.com.br

Mas se você gosta de Campeonatos de Skate veja aqui no Grito!

Se liguem!

Fontes: Canal Woohoo e diarinho.com.br

Inscreva-se no Grito News!
Com as Novas do Skate!
Share
Leave a Comment