Inscreva-se no Grito News!
Com as Novas do Skate!

Seleção Brasileira de Skate na California | Luiz Francisco | Go to Dew Tour!

Última semana na Califa… Já indo pro Dew Tour IOWA!

Seleção Brasileira de Skate nos EUA manteve um ritmo intenso de sessões físicas e técnicas, incluindo um simulado de competição na California Training Facility (CA|TF). De quarta a domingo (19 a 23/05), os skatistas brasileiros terão pela frente a disputa do Dew Tour, em Des Moines (Iowa). O evento será a última etapa classificatória para o Park e a penúltima para o Street. Já que a etapa final do Park foi cancelada no dia 13/05.

Monica colou na sessão com Guilherme Abe na califa!

Episódio 3 da sessão de SKATE 21 nossa filhona Monica Torres colou na sessão no Amélia skatepark. O canal sobreskate apresenta a série SKATE21 que mostra os bastidores das últimas competições de street e park junto com a CBSk para definir quem serão os 12 skatistas que irão ineditamente representar o skate brasileiro em Tóquio.

Luiz Francisco nosso grande garoto TAH IN!

Luiz Francisco é o primeiro skatista do Brasil classificado para a estreia da modalidade nas Olimpíadas. A vaga foi assegurada matematicamente nesta terça-feira (11), a partir do anúncio da World Skate de que o Dew Tour (16 a 23 de maio, em Des Moines – Iowa – EUA) terá mantida a pontuação de Pro Tour. Por conta do cancelamento do Mundial de Park de 2021, o evento da próxima semana será o último classificatório para o Park.

“A notícia que chegou hoje me deixou muito feliz. Foram três anos na correria, competindo, viajando. Realmente não foi fácil chegar até aqui. Tenho só a agradecer à Confederação, a CBSk, por ter me apoiado desde o início, à minha família, ao Leonardo Romeu, que é meu fisio, ao Leandro, que são pessoas que acreditaram em mim todos os dias. Não só cobrando e sim impulsionando a não desistir. Desde o início era uma coisa que eu queria. Querendo ou não, Olimpíada é o maior evento que temos de esporte no mundo. Então, fazer parte da primeira Seleção Brasileira de Skate, da primeira Olimpíada com skate, é um marco histórico. E conseguir ter assinado o meu nome nele é muito gratificante. Estou muito feliz. Não tenho palavras para descrever. Está difícil até raciocinar ainda. Mas é isso. Até lá agora é uma longa estrada e vamos buscar isso aí pra gente”, comemora Luiz Francisco.


Natural de Lorena (SP), o skatista de 20 anos ocupa a segunda colocação do ranking mundial. Ao longo das classificatórias olímpicas, Luiz Francisco foi vice-campeão do Aberto Internacional de Nanjing (CHI / evento 5 estrelas), em julho de 2019, e, em setembro daquele mesmo ano, o brasileiro ficou com a prata no Mundial realizado em São Paulo.


2ª SEMANA DA SELEÇÃO BRASILEIRA DE SKATE NA CALIFÓRNIA 2021 – 11/05.

A Seleção Brasileira de Skate está na reta final de preparação para os eventos que definirão os skatistas brasileiros nas Olimpíadas de Tóquio, no Japão. Desde a última semana, Park e Street dividem a mesma base na Califórnia (EUA) e os skatistas das duas modalidades têm dividido, em algumas oportunidades, as sessões físicas e de skate.

Os brasileiros seguem nos EUA para o Dew Tour (16 a 23/05), em Des Moines (Iowa). Na sequência, parte da delegação irá para o Mundial de Street (31/05 a 06/06), em Roma (ITA).

Sessão de PARK na Califórnia | SKATE21

O canal sobreskate apresenta a série SKATE21 que mostra os bastidores das últimas competições de street e park junto com a CBSk para definir quem serão os 12 skatistas que irão ineditamente representar o skate brasileiro em Tóquio. Segundo episódio com a seleção de Park em Vista CA

1ª Semana da Seleção Brasileira de Skate na California!

Seleção Brasileira de Skate já está na California treinado para as Olimpíadas de Tóquio 2021, as competições de skate começam no dia 23 de julho, e isto é tudo muito inédito no skate. Inédito também é ver uma seleção Brasileira sem uniforme, tem os que preferem, mas no caso, eu sou Old School. Tentei descobrir o que pode ter acontecido, mas o que se sabe é que a Nike patrocina quatro confederações; futebol (CBF), basquete (CBB), atletismo (CBAt) e o skate. Das quatro, apenas a CBF tem contrato que vigorava para além de dezembro de 2020.

Com a venda da operação da fabricante no Brasil para o grupo SBF, dona da Centauro, os contratos de patrocínio da Nike no país seguem sendo tocados pela matriz nos EUA. E em tempos de política e de diplomacia polarizadas, não me parece que as coisas estejam boas para o Brasil.

Apos três anos do anúncio da primeira Seleção Brasileira de Skate da história, a modalidade entra na reta final das classificatórias olímpicas e já está treinado na California desde o dia 26/04. Onde seguirá para a disputa do Dew Tour (Pro Tour), que será realizado de 17 a 23 de maio em Des Moines (Iowa).

“É preciso ressaltar a ajuda técnica e financeira do COB. Sem essa parceria, não seria possível realizarmos essa missão. Desde 2018, a CBSk coordena as viagens da Seleção Brasileira para os eventos da corrida olímpica. Nesse período, também já promovemos encontros da seleção no CT Time Brasil, no Rio de Janeiro. E, no ano passado, realizamos com sucesso uma semana de treinamento com a seleção feminina de Park, em Atibaia (SP). Mas uma missão como essa, na Califórnia, envolvendo as duas modalidades e com um período maior de foco na preparação, será a primeira vez. Com certeza, um grande desafio e, ao mesmo tempo, um ganho esportivo muito grande para o skate brasileiro”, destaca Eduardo Musa, presidente da CBSk.

A programação diária dos atletas combina treinamentos físicos e técnicos, além de sessões de recuperação, sempre seguindo o protocolo de prevenção à Covid-19. Além dos integrantes da Seleção Brasileira de Skate, os skatistas do Brasil que já estiverem nos EUA para a disputa do Dew Tour também poderão participar do primeiro ciclo de treinos com o suporte da Comissão Técnica da CBSk, até 4 de maio. A partir do dia 5, seleção e comissão entrarão em período de concentração e isolamento, com cuidados intensificados na prevenção à Covid-19.

“Entendemos que estamos criando as melhores oportunidades possíveis aos nossos skatistas e acreditamos no potencial deles para a conquista das 12 vagas olímpicas”, completa Eduardo Musa.

A cobertura completa do período de treinos e competições poderá ser acompanhada nas redes sociais oficiais da CBSk no site da entidade (www.cbsk.com.br).

Seleção Brasileira de Skate na California e o Grito da Rua na Cola!

Como o Grito da Rua não vai estar na California e nem em Tóquio, nos vamos colar onde a notícia rolar! E como o canal sobreskate vai apresentar uma série mostrando os bastidores das últimas competições de street e park, junto com a CBSk, que definirão quem serão os 12 skatistas que irão , ineditamente, representar o skate brasileiro em Tóquio.

Seleção Brasileira de Skate na California! Confira todos os nomes que integram a Seleção Brasileira de Skate:

Park feminino – Dora Varella, Isadora Pacheco, Yndiara Asp, Victoria Bassi e Leticia Gonçalves;
Park masculino – Luiz Francisco, Pedro Barros, Pedro Quintas, Mateus Hiroshi, Murilo Peres e Héricles Fagundes;
Street feminino – Pâmela Rosa, Rayssa Leal, Leticia Bufoni, Gabriela Mazetto, Virginia Fortes Aguas e Isabelly Ávila;
Street masculino – Kelvin Hoefler, Giovanni Vianna, Carlos Ribeiro, Felipe Gustavo e Lucas Rabelo.

Seleção Brasileira de skate na California Felipe Gustavo. Foto: Julio Detefon.
Delegação Brasileira de skate na California. Foto: Julio Detefon.

Seleção Brasileira de Skate na California tem auxílio $$$!

Para a preparação e participação das disputas sancionadas pela World Skate como classificatórias para a corrida olímpica, os integrantes da Seleção Brasileira de Skate recebem auxílio atleta mensal e contam com suporte médico, psicológico e de fisioterapia. Os recursos para esse apoio são repassados à CBSk pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) por meio da Lei Agnelo/Piva.

Seleção Brasileira de Skate na California e a Comissão Técnica!

Integram a Comissão Técnica da Seleção Brasileira Tatiana Lobo (Gerente de Esportes), Edson Scander (Supervisor de Esportes), Lauro Netto (Gerente de Planejamento e Comunicação), os Consultores Técnicos Edgard Pereira Vovô (Park) e Rogério Mancha (Street), o Auxiliar-Técnico Miguel Catarina (Park), o Observador Técnico Julio Detefon, os Fisioterapeutas Alison Paz e Carlos Barreto, o Médico Maurício Zenaide, a Psicóloga Juliane Fechio e a Nutricionista Carolina Ragugnetti.

CBSk News!

Governo Federal reduz alíquota de importação de skates de uso profissional de 20% para 2%. Atletas e dirigentes celebram!

Comitê-Executivo de Gestão (Gecex), (20.04), traz a aprovação de uma Minuta de Resolução que terá impacto direto nos profissionais de skate. A novidade é a criação de “destaque tarifário” para skates de uso profissional, que passarão a ter uma alíquota de imposto de importação de 2%, e não mais de 20%.

“Os atletas do Brasil estão entre os melhores do mundo no skate, mas, para isso, precisam estar em condição de igualdade com adversários no que diz respeito ao equipamento. Esperamos que com a nova alíquota mais atletas possam ter acesso a equipamentos de primeiríssima linha e, assim, possam desenvolver ainda mais seus talentos para representar bem o Brasil nos grandes eventos mundiais”Marcelo Magalhães, secretário especial do Esporte do Ministério da Cidadania.

Sandro Dias defende.

“Eu acho que foi uma grande conquista. Ando de skate há 36 anos e a gente nunca teve benefício por ser profissional em relação a equipamentos ou acessórios”, destaca Sandro Dias, o Mineirinho, um dos maiores skatistas da história, dono de sete medalhas nos X Games (três ouros, duas pratas e dois bronzes).

Mineirinho, que vive em Temecula, na Califórnia (EUA), conta já que deixou de trazer equipamentos para o Brasil por conta do alto valor dos impostos.

“Temos bons materiais no Brasil, mas os importados sempre foram um pouco superiores, sem desmerecer os que existem hoje no Brasil, que são muito bons. Sempre foi difícil ter acesso a equipamentos importados pela questão do imposto. Eu mesmo já levei equipamentos e parei por conta disso. Com essa redução as coisas vão ficar mais fáceis para o skate brasileiro. É um esporte que cresce rápido no nosso país. Para os profissionais, foi uma grande conquista. Estou feliz, porque sei que a decisão vai ajudar bastante o skate profissional brasileiro a continuar desempenhando em alto nível. Queria agradecer ao governo, que realmente enxergou essa necessidade para o nosso esporte e conseguiu nos ajudar. Confesso que achei que isso nunca fosse acontecer”, continua Sandro Dias.

Para o presidente da Confederação Brasileira de Skate, Eduardo Musa, a medida é uma grande vitória da modalidade.

“A gente vai conseguir receber agora o melhor dos materiais do mundo no Brasil a um preço justo, de mercado. O Brasil é produtor de materiais de qualidade, mas agora acho que a gente consegue melhorar ainda mais. É uma vitória muito grande do skate nacional”, afirma.

CBSk celebra 22º aniversário em ano histórico da entrada do Atleta de Skate no rol de profissões do Brasil.

Na semana em que completa 22 anos – 6 de março – em prol do skate, a Confederação Brasileira de Skate (CBSk) celebra a histórica entrada da categoria Atleta de Skate na Classificação Brasileira de Ocupações (CBO). Desde 25 de fevereiro, tornou-se possível o registro em carteira profissional (CTPS – Carteira de Trabalho e Previdência Social) como Atleta de Skate, permitindo o recolhimento de contribuição junto ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e aposentadoria como skatista. A vitória é fruto de pedido realizado pela CBSk em outubro de 2020 para o Ministério do Trabalho e Emprego.

“Esse aniversário será com certeza emblemático na história da CBSk. Além de uma conquista para as gerações do presente e do futuro, a entrada dos skatistas no rol de profissões do Brasil é um passo importante para continuarmos quebrando os paradigmas que a sociedade ainda possa ter sobre o skate. Ainda temos o orgulho de celebrar a entrada da modalidade nos Jogos Escolares Brasileiros e a viabilização do projeto Skate Escola, que vai beneficiar quase 4 mil crianças e adolescentes”, destaca Eduardo Musa, presidente da CBSk.

A conquista dessa nomenclatura e código para os profissionais do skate teve início durante o mês de outubro de 2020, através de requerimentos e esclarecimentos enviados pelo diretor Jurídico da CBSk, Alexandre Costa, ao Ministério do Trabalho.

“Após a análise das justificativas e dos documentos, o Ministério aprovou o pedido e garantiu mais essa importante e inédita conquista e reconhecimento para o skate brasileiro, que agora vê a possibilidade de ter seus atletas recolhendo as prestações previdenciárias como skatistas e ainda se aposentando com essa profissão anotada em seus holerites”, comemora Alexandre Costa.

O ano de 2021 será marcado também pela entrada do skate nos Jogos Escolares Brasileiros (JEB’s) – esse ano como exibição e, em 2022, dentro das disputas. Sandro Dias será o embaixador da modalidade no evento que acontecerá no Parque Olímpico da Barra, no Rio de Janeiro (RJ), entre os dias 29 de outubro e 5 de novembro.
Além disso, a partir de março, o projeto Skate Escola vai levar aulas de skate para 3.840 crianças e adolescentes de seis a 17 anos. Idealizado pela CBSk, o projeto foi aprovado e viabilizado pela Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania. Em um primeiro momento, terá núcleos no Distrito Federal, Paraná, Piauí, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

CBSk promove primeira reunião de trabalho com skatistas eleitos aos Comitês das modalidades

A CBSk promoveu, (23/03), a primeira reunião de trabalho com os skatistas profissionais eleitos para os Comitês das modalidades. No encontro – realizado de forma on-line -, foram apresentados tópicos importantes para os próximos meses, como a criação da Comissão de Atletas, da Comissão de Atletas para o COB (Comitê Olímpico do Brasil) e demandas futuras como o  processo de profissionalização de skatistas para o próximo ciclo (2021-2022).
A Comissão de Atletas – que deve ser formada entre os eleitos – participa das assembleias da CBSk, inclusive com direito a voto (1). Já a Comissão de Atletas para o COB (exclusiva para as modalidades Olímpicas Park e Street) manterá diálogo direto com a Comissão de Atletas do COB.
No total, 35 skatistas foram eleitos – relação completa abaixo – no pleito que aconteceu pelo portal filiadocbsk.com.br, 5 para cada um dos 7 Comitês (Bowl e Park, Downhill Slide, Downhill Speed, Slalom, Street e Vertical).

Representatividade feminina

Para garantir a representatividade feminina, pelo menos uma das 5 vagas de cada Comitê foi destinada à mulher mais votada na modalidade – exceção no caso das modalidades que não têm mulheres entre os skatistas profissionais (Freestyle e Slalom). No total, 10 mulheres foram eleitas.

Mandato

Em caráter excepcional e diferente do aplicado até então (mandatos de 24 meses), os eleitos terão um mandato de 12 meses (março de 2021 a fevereiro de 2022).

Papel dos Comitês

O objetivo maior dos Comitês é debater com a CBSk as diretrizes do skate como esporte considerando as rápidas e constantes mudanças no âmbito esportivo (categorias, normas e regras etc.). Cada Comitê funciona como órgão independente e consultivo. Confira os eleitos para cada Comitê!
Bowl e Park: Allan dos Santos Mesquita, Anna Beatriz Ferreira de Sá Sodré – Bia, Caique Quintiliano da Silva, Felipe Cesar Brosler Caltabiano – Foguinho e Otavio dos Santos Neto.
Downhill Slide: Christie Aleixo Dias da Costa, Davison Paixão de Souza, Jefferson Santos Ricardo, José Carlos Caldeira Filho – Birinha, Reine dos Santos Oliveira.
Downhill Speed: Anna Ohata, Bianca Fior, Daniel Lara Veiga, Georgia Kalena Bontorin e Melissa Brogni da Luz.
Freestyle: Alexandre Mendes de Andrade – Brownzinho, Guilherme Jansen Lacerda Das Mercês – Carioca, Luís Felipe Simas de Lima – Banana, Rogério Antigo e o Sebastião Cesar de Carvalho Paiva – Cabeleira.
Slalom: André Luiz Fuchs, Bruno Silva de Oliveira, Fabio Luis Sprovieri – Dery, Fernando Soares de Camargo Filho e Rubens Cesar Zain Lutfi Ferreira Silva.
Street: Débora Cristina Mendes de Oliveira – Badel, Heverton André de Freitas, Jorge Medeiros Gomes, Marina Isabella Veiga e Mario Jorge Hermani.
Vertical: Edgard H C Pereira – Vovô, Ian Albernaz Domingues Camilo Landi, Karen Domingos Santos Claudio – Jonz, Mauricio Ribeiro – Cocão e Ronaldo Gomes – Rony.

Grito da Rua junto com a CBSk!

“Neste momento inédito do skate nacional o Grito da Rua estará atento a tudo que está acontecendo no cenário do Skate Olímpico. Sempre trazendo as informações que você precisa para a gente fortificar a cena do skate como esporte. Sem prejudicar a cena do Skateboarding Lifestyle!’

CBSk!

Veja aqui no Grito todas as Notícias do Skate nas Olimpíadas! Mas antes que tal conhecer o Team Manager Guilherme Rocha da Black Sheep e arrumar um patrô?

Inscreva-se no Grito News!
Com as Novas do Skate!
Share
Leave a Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.

The field is required.

This website uses cookies.