Rayssa Leal é prata nas Olimpíadas e a brasileira medalhista mais jovem!

Com a conquista no Japão ela se torna a brasileira mais jovem a ganhar medalha olímpica

Rayssa Leal é prata nas Olimpíadas e a brasileira medalhista mais jovem! Aos 13 anos! Leticia Bufoni (9ª) e Pâmela Rosa (10ª) também representaram o Brasil nos Jogos de Tóquio e ficaram muito perto das 8 finalistas. Após iniciar as disputas com uma medalha de prata conquistada por Kelvin Hoefler, o skate brasileiro escreveu mais um capítulo na história das Olimpíadas na manhã desta segunda-feira no Japão com a Seleção Brasileira Olímpica de Street.

Pâmela Rosa, na bateria 3 das classificatórias, foi a primeira das brasileiras a entrar nas disputas. Rayssa Leal e Leticia Bufoni dividiram a bateria 4, a última das classificatórias. A final foi disputada em uma bateria única com as 8 melhores skatistas da primeira fase. Vejam aqui matéria completa com os comentários da atuação das brasileiras, vejam aqui!

Rayssa Leal é prata nas Olimpíadas e a brasileira medalhista mais jovem! Foto:CBk -Júlio Detefon.
Rayssa Leal é prata nas Olimpíadas e a brasileira medalhista mais jovem! Foto: CBSk-Júlio Detefon.
Letícia Bufoni nas Olimpíadas de Tóquio. Credito: Júlio Detefon.
Pamela Rosa nas Olimpíadas de Tóquio. Credito: Júlio Detefon.

Regras da competição que Rayssa Leal passou para ser prata nas Olimpíadas

Nas Olimpíadas, Street e Park contam com 20 skatistas por categoria (Feminino e Masculino). As disputas são divididas em classificatórias e final (os 8 melhores), com as duas fases acontecendo em um mesmo dia. No total, serão quatro dias de competição (um para cada modalidade e categoria).

O Street seguiu o formato do circuito mundial, com duas voltas de 45 segundos e 5 tentativas de manobra. A nota final de cada skatista é composta pela somatória das 4 maiores notas. No masculino, Giovanni Vianna e Felipe Gustavo também representaram o Brasil.

O skate brasileiro confirmou o limite de 12 vagas por país nas Olimpíadas. O feito foi alcançado somente por Brasil e Estados Unidos.

Bio Street feminino

Rayssa Leal

Nascimento: 04/01/2008
Cidade: Imperatriz – MA
Altura: 1,45 m
Peso: 35 kg
Base: Goofy
Ranking World Skate: 2º lugar

Conquistas:

Medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Tokyo 2020 (2021)
3º lugar no World Championship 2021 (Roma-ITA)
2º lugar no Dew Tour 2021
1º lugar no STU National 2021
1º lugar no STU 2020
2º lugar no SLS World Championship 2019 (São Paulo-BRA)
1º lugar no SLS Los Angeles (EUA) 2019
3º lugar no SLS London (UK) 2019
2º lugar no Oi STU Open 2019 (Rio de Janeiro-BRA)
1º lugar no FAR’n HIGH 2019 (FRA)
1º lugar no STU 2019
2º lugar no STU 2018

Leticia Bufoni

Nascimento: 13/04/1993
Cidade: São Paulo – SP
Altura: 1,56 m
Peso: 50 kg
Base: Goofy
Ranking World Skate: 4º lugar

Conquistas:

6 medalhas de ouro nos X Games (Foz do Iguaçu-BRA 2013 / Barcelona-ESP
2013 / Los Angeles-USA 2013 / Oslo-NOR 2018 / Shanghai-CHN 2019 / California 2021)
2º lugar no Dew Tour (EUA) 2019
1º lugar no International Skateboarding Open Henan (CHN) 2019
2º lugar no SLS World Championship 2018 (Rio de Janeiro-BRA / Janeiro 2019)
2º lugar nos X Games Sydney (AUS) 2018
2º lugar no SLS World Championship 2017 (Los Angeles-EUA)
3º lugar nos X Games Minneapolis (EUA) 2017
2º lugar no SLS World Championship 2016 (Los Angeles-EUA)
1º lugar no SLS World Championship 2015 (Chicago-EUA)
3º lugar nos X Games Austin (EUA) 2014
2º lugar nos X Games Los Angeles (USA) 2012
3º lugar nos X Games 2011
2º lugar nos X Games 2010

Pâmela Rosa

Nascimento: 19/07/1999
Cidade: São José dos Campos – SP
Altura: 1,63 m
Peso: 57 kg
Base: Regular
Ranking World Skate: 1º lugar

Conquistas:

2 Medalhas de ouro nos X Games(Oslo-NOR 2016 / Austin-EUA 2016)
1º lugar SLS World Championship 2019 (São Paulo-BRA)
1º lugar SLS London (UK) 2019
2º lugar SLS Los Angeles (USA) 2019
3 x 1º lugar no Dew Tour (EUA / 2018, 2019 e 2021)
1º lugar no Oi STU Open 2019 (Rio de Janeiro-BRA)
2º lugar nos X Games Austin (EUA) 2014 e 2015
3º lugar nos X Games Oslo (NOR) 2018
1º lugar no STU 2018

Classificação final

1º – Momiji Nishiya (JAP)
2º – Rayssa Leal (BRA)
3º – Funa Nakayama (JAP)
4º – Alexis Sablone (EUA)
5º – Roos Zwetsloot (HOL)
6º – Wenhui Zeng (CHN)
7º – Margielyn Didal (PHI)
8º – Aori Nishimura (JAP)
9º – Leticia Bufoni (BRA)
10º – Pâmela Rosa (BRA)
11º – Lore Bruggeman (BEL)
12º – Keet Oldenbeuving (HOL)
13º – Mariah Duran (EUA)
14º – Asia Lanzi (ITA)
15º – Andrea Benitez (ESP)
16º – Hayley Wilson (AUS)
17º – Charlotte Hym (FRA)
18º – Julia Brueckler (AUT)
19º – Annie Guglia (CAN)
20º – Alana Smith (EUA)

Park

A Seleção Brasileira Olímpica de Park segue em preparação na Califórnia (EUA). Dora Varella, Isadora Pacheco, Yndiara Asp, Luiz Francisco, Pedro Barros e Pedro Quintas chegarão em Tóquio no dia 28 de julho. A modalidade completará a participação do skate nas Olimpíadas primeiro com o feminino, no dia 3 de agosto, terça-feira (04/08 – quarta – JAP) e, depois, com o masculino, dia 4 de agosto, quarta-feira (05/08 – quinta – JAP).

Ambas as categorias têm início previsto para às 21 horas pelo horário de Brasília. No Park, nas classificatórias e na final cada skatista terá direito a 4 voltas de 45 segundos, valendo a pontuação da volta com maior nota.

Comissão técnica da Seleção Brasileira de Skate

A comissão técnica da Seleção Brasileira de Skate é formada por Tatiana Lobo (Chefe de Equipe da Seleção Brasileira Olímpica), pelos consultores técnicos Edgard Pereira Vovô (Park) e Rogério Mancha (Street), pelo auxiliar técnico Miguel Catarina (Park), por Julio Detefon (observador técnico), pelos fisioterapeutas Alison Paz (Park) e Carlos Barreto (Street), pelo médico Maurício Zenaide, pela psicóloga Juliane Fechio e pela nutricionista Carolina Ragugnetti.

CBSK NEWS!

Inscreva-se no Grito News!
Com as Novas do Skate!
Share
Badeco Dardenne

Nos anos 70 era surfista e andava de skate quando não tinha onda, montou seu primeiro skate pregando os eixos do Patins Torlay na madeirite, andava nas ladeiras do Leblon e filava o skate da galera da Cobal do Humaitá. Andou em Campo Grande, mas no Barramares e no Rio Sul ficava babando. Com a Mustabí Creize, a primeira loja 100% skate, produziu o Circuito DHS Bebe Diabo, para iniciantes e amadores, em Perdizes, Sumaré e na Ladeira do Bosque. Com o Mustabí Team patrocinou o Campeão Overall Renato Cupim e o Chorão do CBJ no Freestyle, entre outros. Foi o produtor e apresentador do Primeiro programa do Skate na TV, O Grito da Rua! Foi co-fundador da USE (União de Skatistas e Empresários). É auto-didata, disléxico e incentivador do skateboard Nacional.

Dá um Grito aqui!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

The field is required.