Modalidade Skate Park Masculino | Quem leva? Luizinho, Pedro ou Zion?

Conheça e entenda o cenário.

A galera está a milhão na Modalidade Skate Park Masculino e nós do Grito da Rua vamos explicar como está a cena e quais skatistas podem levar a medalha olímpica para casa.

Norte Americanos | Modalidade Skate Park Masculino

Heimana Reynolds

A terra dos Bowls trouxe para as olímpiadas skatistas de destaque como Heimana Reynolds. Esse cara tem um dos inverts mais styles do game (bem esticadão). Sem falar na altura que sobe o Madonna to tail. Além disso, a forma como ele combinas as manobras é algo que dá gosto de se ver.

Heimana Reynolds / Frontside Invert / Foto: MRZ

O skate de Heimana tem uma grande influência do surf e podemos perceber como ele voa e rasga o concreto como se fosse uma onda. Realmente os bowls do Park representam uma espécie de onda. Essa história você confere aqui. No vídeo abaixo você confere uma amostra do que está por vir em Tokyo 2020:

Cory Juneau

Seguindo nessa trilha temos Cory Juneau, o “Liptrick Master”. Realmente, para mandar aquele Bs Tailslide no coping tem que ter muita vela, pois o cara corre sem dó. Sua linha é bem focada nos slides que flui muito bem no seu estilo. Ele é um exemplo que a leveza de manobras podem fazer uma volta perfeita e vitoriosa. Nem sempre grandes aéreos ou manobras arriscadas te colocam em primeiro lugar:

Zion Wright

Para fechar e lacrar vamos falar do Zion Wright. Não há obstáculo que esse cara não ande. Se deixar ele usar as duas pistas (Park e Street) é bem capaz dele arriscar e dar um baita show nas voltas de 45 segundos.

Zion Wright / Kickflip Fifty / Foto: Skataholic

Esse skatista representa bem o que chamamos de “Overall”. Ele desenvolveu essas habilidades quando ganhou uma espécie de bolsa de estudos por ter se inscrito no acampamento WoodWard, localizado na Pensilvânia (EUA), que oferece uma diversidade enorme de obstáculos. Inclusive nesse skatepark ele trabalhou anda mais suas habilidades nas transições e rampas para as Olimpíadas de Tokyo 2020. Confere aí:

Recentemente ele deixou a Nike Sb e entrou para o time da Vans:

Brazilians | Modalidade Skate Park Masculino

Temos três fortes candidatos que podem levar as medalhas do skate olímpico de Tokyo 2020. Vamos começar pelo membro do Cave Pool Crew, Luiz Francisco.

Luiz Francisco “Luizinho”

“The Trully Ratt” vai atear fogo no skate park olímpico com uma linha de marretas. Luizinho é um dos caras que tem uma volta muito completa, utilizando inclusive manobras old school. Ele tem um boneless muito alto, um 540 mais alto ainda e um kickflip indy gigantesco. Sem falar na velocidade dos grinds. A galera vai aplaudir de pé!

Luiz Francisco “Luizinho” / Boneless / Foto: Julio Detefon

Ele começou no street, mas se desenvolveu nas transições do centro de treinamento Vert In Roça, localizado em Guaratinguetá – SP com Felipe Foguinho, Pedro Barros e outros grande nomes do skateboard brasileiro. Skate é união e progresso coletivo.

Pedro Barros

Na sequência temos um cara que voa e lança manobras sabe-se lá de onde onde. Pedro Barros já chegou em Tóquio mandando fifty stall na cama do alojamento e explorando os gaps de Tokyo enquanto o Park não abre. Pedro vive o skate como essência e se diverte, não importa a cena. Deve ser esse o segredo para lançar tanta trick foda.

Ele cresceu em FLorianópolis em uma cena regada de respeito e união pelo skate, com referências muito importantes, e a influência forte de Leo Kakinho. Através de Leo e da sua evolução conheceu nomes fortes como Bob Burnsquist, Chrystian Hosoi e Omar Hassan.  Todas as lendas do skate passam a ideia de humildade e parceria. Lembra do que rolou no Dew Tour? Vou refrescar sua memória aqui.

Agora tente imaginar a destruição e as marretas que vão rolar nas olimpíadas a partir desse vídeo:

Pedro Quintas

Vamos encerrar com muito estilo. Pedro Quintas é um cara que sabe fazer uma volta que flui muito bem. Além disso ele é um cara que assim como Pedro e Luizinho representa a mais bela parte do skate: o senso coletivo.

Ele marreta muito bem os obstáculos do Park e só para de manobrar na hora que sai do bowl. A galera do Braza está foda demais.

Lança a Braba

Com todas essas fichas fica complicado dar um tiro certeiro em quem vai levar a Modalidade Skate Park Masculino. Mas, talvez você possa nos ajudar. Conta para gente qual o seu Top 3.

Aqui você acompanha as notícias do site oficial das olimpíadas de Tóquio 2020

Não se esqueça! O Park Masculino será transmitido na Quarta-feira, 04 de Agosto as oito e meia da noite (20:30 horas) direto de Tokyo.

Você confere a pré-visão do Grito sobre a Modalidade Park Feminino aqui.

Inscreva-se no Grito News!
Com as Novas do Skate!
Share
Dá um Grito aqui!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

The field is required.