Jeff Grosso’s Loveletters to Skateboarding – The Backside Air

Nos anos 70 o que importava era colocar para baixo e voar o mais alto possível. O primeiro FrontAir e BacksideAir, mas na época qual das duas manobras realmente mudou o skate?

Em 1977 Tom Inouye fez uma apresentação que entrou para história, na abertura da Skatepark da Peralta, que tornou FrontsideAir uma das manobras mais comentadas na época. Mas na opinião de muitos, inclusive desses dinossauros do vídeo foi o BacksideAir que revolucionou o skate.

O grande responsável pela começo da fama dessa manobra, foi Steve Austin. Mas todos os caras de vert dos anos 70/80 ajudaram na disseminação do BacksideAir, como Mike Smith, Billy Beauregard, Eric Grisham, Tony Magnussen, David Andrecht.

O BacksideAir influenciou todas as gerações do skateboard, e foi responsável por destacar todos esses skatistas. E foram esses skatistas que inspiraram Tony Hawk a andar de skate. Principalmente David Andrecht, o pro de San Diego, que na época tinha um dos shapes mais irados, razão de Tony Hawk implorar para seu pai um desses. O pai de Tony não tinha dinheiro suficiente para comprar as rodas, e só com o shape a primeira manobra que realizou foi um “Desaster” que o fez chorar.

Em 1984 Bill Ruff foi o primeiro a fazer um BacksideAir esticando a perna , elevando o nível técnico do BacksideAir. O que acabou influênciando nosso japonês voador, Lincoln Ueda, que faz um dos BacksideAirs mais style de hoje.

O grande segredo para fazer um Big BacksideAir é o curvamento da coluna, responsável pelo ganho de altura e velocidade.

O BacksideAir entre os anos 70 e 80 era o que diferenciava os pros, para que você fosse considerado um bom skatista na época você deveria mandar altíssimos e super estilosos BacksideAirs, era tudo o que importava.

Desde então a evolução da manobra esta ligada ao ganho de velocidade e altura, a forma como o Nose é agarrado e como o Tail bate no coupe.

Além de toda essa evolução técnica que o BacksideAir trouxe para o skate, ele foi responsável pelo surgimento de novas manobras e fascina até hoje as novas gerações.

This website uses cookies.

Read More