A História do Grito da Rua! O 1º Programa de skate do Brasil!

O Grito da Rua surgiu em 1988, na TV Gazeta!

A História do Grito da Rua! O 1º Programa de skate do Brasil! No início de 1985 o mercado do áudio visual começava a falar em segmentação de mercado para introduzir a MTV no Brasil. Nesta época o Skate era um esporte marginalizado, coisa de vagabundos. Não haviam pistas nem lojas especializadas. Então surge em Perdizes a loja Mustabí Creize, uma marca de surf wear feminino, dirigida por Badeco Dardenne que, para apoiar o amigo Paulo Anshowinhas, anuncia em sua revista Yeah! Skate!

Sem imaginar que com esta ação, se tornaria a primeira loja especializada em skate e ponto de encontro da molecada devido as mini rampas em frente da loja e as premiere dos filmes de skate como os da Powell&Peralta, no Porão Punk da Mustabí. E logo veio o campeonato de skate Bebê Diabo para menores de 13 anos, que foi um marco na história do Skate nacional. Onde as famílias viram que skate era legal, o que facilitou a vinda da classe media para o skate na Rua.

E com isto tudo, logo veio o convite do Dr. Anshowinhas o Badeco apresentar o bloco Grito da Rua no seu Programa Yeah Tv, que aceitou de imediato, patrocinando e apresentando o bloco. Mas pena que durou um mês por falta de patrocínio. Com isto, Badeco viu uma oportunidade e se juntou com o diretor do program e proprietário do nome Grito da Rua, o Davilson Brasileiro, para dar continuidade ao programa, que passou a ser produzido e patrocinado pela Mustabí.

A História do Grito da Rua está no imaginário coletivo do Skate Nacional!

Foi o primeiro programa na TV brasileira totalmente dedicado ao skate! Era transmitido aos sábados às 19h, com reprises aos domingos, líder de audiência com 03 pontos no IBOPE. Pois deixavam as mães loucas porque elas não podiam assistir a novela, mas era só neste horário, porque assim que acabava o programa a máfia saia pelas ruas detonando tudo! Era o início do Street e do Downhill ganharem as ruas! Era a Contra-Cultura que chegava com o skate!

Logotipo do Grito da Rua
Badeco Na Stone Skatepark

Como surgiu o termo “Máfia” no Grito da Rua!

Num determinado dia saímos a procura dos skatistas pela cidade e quando descíamos a Rua Marta, na Barra Funda, vimos uma aglomeração no fim da rua, foi quando Badeco falou, “Para! Volta ali, vamos ver que máfia é aquela ali!” E quem eram? Era uma máfia varando uma rampinha de madeirite, feitas por eles mesmos, bem felizes da vida e isto foi um marco!

E assim surgiu o termo, que logo se consagrou entre a molecada que ficava em frente a Mustabí. E esta máfia foi crescendo e dela surgiram os primeiros ídolos do skate desta geração; Renato Cupim, Cabrália, Rui Moleque, Fernandinho Batman, Beto or Die, Not Dead, Thronn, Mauro Mureta, “Por que?”, “Pois é”, Wilson Rosa “Neguinho”, e o Chorão do Charlie Brown Jr, que era patrocinado pela Mustabí Creize.

Na História do Grito da Rua tem matérias que ficaram no imaginário do skate Nacional

E matérias ícones desta geração: Pico do Jaraguá, Ladeira da Morte, Moema Boys, Centro da Cidade, Skate Black, O Tubo, Free Style e HipHop Combinam, Invasão a Piscina, Movimento anti Jânio e o Campeonato da Mad Rats na Ladeira da Morte.

Curiosidades do Skate Você Sabia? Você sabia que o pai do Bob Burnquist comprou o primeiro skate dele lá na Mustabí, veja esta história aqui. Outra é que o Badeco incentivava o Lincoln Ueda a ir o mais alto possível para poder dar a manobra: ”Pega gás e vai pro alto e tenta fazer a manobra lá em cima, que é bem mais fácil” e assim foi. Histórias não faltam, mas a mais importante é que Sandro Dias, Ueda, Bob, entre outros de enorme importância, levaram o skate nacional para o topo do mundo! Somos muito gratos a eles. E não podemos esquecer disto! Muita gente ralou muito para chegarmos  onde chegamos.

Músicas que fazem parte da História do Grito da Rua!

Como a música sempre esteve diretamente relacionada com skateboard, o Grito da Rua trazia em seus conteúdos bandas do cenário mundial que marcaram toda esta geração. Joy Division com a música Ceremony na abertura do programa, T.S.O.L, no encerramento do programa com Flower By The Door, Dead Kennedys, Agent Orange, Suicidal Tendencies entre outras.Toda essa sonzeira embalou as lendárias matérias; Pico do Jaraguá, Ladeira da Morte, Moemagem, Centro da Cidade, Skate Black, O Tubo, Free Style e Hip Hop Combinam(Código 13), entre diversas outras, que você pode ver no vídeo do Grito da Rua.

A história do Grito da Rua in USA e do Fim do Grito!

Nos meados de 1989 fizemos um acordo com o diretor de programação da TV Record para estreamos em setembro o programa com uma série de matéria inéditas que iríamos produzir nos Estados Unidos: O Grito in U.S.A. Saímos da TV Gazeta de uma maneira não tão amigável, um grande erro, e fomos para os Estados Unidos e em Nova York compramos a melhor câmera da época, uma Panasonic Super-VHS. Então fomos nos encontrar com a Máfia que nos acompanhou nesta tour: Daniel Bourqui, nosso produtor, intérprete e babá do James Bigo, Mauro Mureta que já estavam fazendo uma session nos arcos do aeroporto e depois fomos ao central Park e em outros picos.

De lá fomos para Chicago onde registramos, alem dos picos da cidade, o Campeonato Nacional Americano de Skate e de lá para Califórnia. O Grande Sonho! Estivemos com Erick Dressen, com os Irmãos Alba e também conseguimos ir na casa do Tony Hawk onde registramos o primeiro Backside 540 dele. Mas uma pena, este material continua inédito. Pois a idéia do setembro negro! Não foi boa!

Como o Grito da Rua ficou fora do AR!

Infelizmente, em 1989, a negociação que estava em andamento, a qual levaria o programa para a TV Record, não foi aceita pelo novo proprietário, o Bispo Edir Macedo, que não quis saber desta história de skatistas na emissora dele. E como tínhamos saídos da TV Gazeta meio que brigados, não tínhamos onde estrear o Grito da Rua In U.S.A e desta forma o Grito da Rua ficou fora do ar! Mas tudo acabou mesmo quando veio a era Collor, que todo mundo sabe como foi. Foi uma desolação total, ninguém sabia pra onde ir!

Onde foi parar o Badeco com o Fim do Grito da Rua?

A Mustabí foi miando, tentando sobreviver, o grande grafiteiro Speto, chegou a fazer um grafite na loja, que era um deserto, coisa mais louca, mas na loja não vingava, o capital de giro acabou e ele acabou com sua velha Parati e algumas tranqueiras e foi morar em Maresias, numa casa redonda, na Rua Nova Iguaçu, lá no fundão. Montou uma barraca de praia com uma lona de 5×5 e quatro estacas na areia, para vender Sandubadeco, drinks e produzir luaus que foram um sucesso.

Com isto ele ganhou um bar pronto que foi inaugurado em 1990 com o nome Bardeco, em frente ao saudoso Bar do Shaolin. Mas durou até outubro, Badeco se casou, teve dois filhos, trabalhou na 775 Confecções onde tinha uma equipe de Skate, Surf e Bike, junto com Anshowinhas, até ele se reencontrar com o skate num Campeonato na Ladeira da Morte em 2012 e não deu outra!

Grito da Rua retorna, mas agora na Internet e ao Vivo!

Em 2012 o Grito da Rua voltou ao ar, mas agora na web com o primeiro programa ao vivo de skate com presença nas redes sociais: Facebook, Youtube, Ustream, Skype e por onde desse para se comunicar com a máfia no mundo virtual. Era transmitido todas as sextas as 21h com a colaboração direta do público por meio de chat, skype e redes sociais.

O programa continuou com o seu público fiel, a máfia. Mas o skate mudou, ele cresceu e não abrangia mais só os “Old School”, mas toda uma nova geração de skatistas brasileiros, que estavam representando o Brasil por todas as partes do mundo, e de novos ídolos a conhecer: Pedro Barros, Kelvin Hoefler, Letícia Bufoni, Luan de Oliveira…

Badeco esta na História do Grito da Rua e do Skate Nacional

Badeco teve muita importância no cenário do skate profissional do Brasil. Participou influentemente na criação da USE – União entre Empresários e Skatistas, pois foi criada em cima do formato de patrocínio do Circuito Bebe Diabo(DHS para até 13 anos), que era com cotas fixas mensais para manter o circuito. Esta idéia foi levada adiante pela UBS – União Brasileira de Skate, mas devido a marcas maiores quererem ter maior visibilidade, acabou se perdendo no tempo esta idéia maravilhosa…

Grito da Rua apoio total a CBSk

Participou intensamente em todos os movimentos da CBSk(Confederação Brasileira de Skate), como o #SOMOSTODOSCBSk para ser a única entidade a representar o skate no COB(Comitê Olímpico Brasileiro), assim como a posse e a saída de Bob Burnquist da presidência, assim como o empoçamento do Eduardo Musa na presidência. Isto porque, o Grito da Rua sempre apoiou o skate se tornar um Esporte Olímpico E o resultado está ai! Trouxemos 03 medalhas para o Brasil e deixamos um legado de empatia nos jogos Olímpicos, mudando totalmente a imagem do skate definitivamente.

Grito da Rua volta a fazer História!

Passaram-se mais de 20 anos e com o sucesso internacional dos nossos meninos veio o filme Vida Sobre Rodas, que mostra justamente esta transição que o skate nacional passou,  a ascensão com o Grito da Rua e queda com o Plano Collor até chegar  aos dias de hoje com o Brasil no topo da cena mundial do Skate. E com isto, o Grito da Rua volta a cena. Surge o Facebook, Badeco faz o seu perfil pessoal como gritodarua.badeco, os fãs descobrem, e começam as cobrança para o programa Grito da Rua voltar.

Com o surgimento das possibilidades de fazer o programa na internet, via stream, Badeco começa testar os software e escolhe o sistema da Utream para seu modelo de negócio e com isto o Grito da Rua voltou ao ar, em caráter Beta, no dia 14 de abril de 2012. Sem recursos o programa começa:

  • Apresentando os antigos arquivos.
  • Fazendo entrevistas via Skype com os ídolos da época.
  • Apresentando vídeos legais produzidos pela galera no Youtube.
  • Dando notícias no bloco “É Nova”
  • Divulgação somente via Facebook.
  • Convidando ídolos para entrevista no mini estúdio.
  • Mas sem produzir matérias.

Grito da Rua começa a produzir novas Matéria!

A primeira matéria produzida por nós foi em comemoração aos 30 anos da pista de São Bernardo do Campo, numa segunda a noite onde acontece a Session Old School com os veteranos do skate e fora a importância desta pista, pois ela abria e encerrava o programa, um marco nesta geração. Mas para fazer esta matéria muita coisa aconteceu 30 Anos do Campon!

Em seguida, surgiu a possibilidade de ir aos EUA, onde fizemos novas matérias:

  • As Pistas em New York:
    • Skate Park em Manhattan Bridge
    • Skate Park Píer 96 no Hudson River.
  • Em Los Angeles:
    • Especial com Thronn em Venice Beach skt Park
    • Memorial Skt Park
    • Street Plaza em Santa Monica
    • Cupim em Costa Mesa Volcon Skatepark
    • Encerrando com entrevista exclusiva com Bob Burnquist em sua casa.

Após este período começamos a produzir novas matérias que também deram boa repercussão, nos colocando mais próximos da máfia do skate :

  • Slalon Out Law em Alphaville
  • Barbecue Session Party na casa do Mureta.
  • Downhill Barriga da Velha, o retorno.
  • URB Trade Show

Assista as Matérias que fizeram a História do Grito da Rua!

No DVD Old School do Grito você vai ver como estavam as modalidades do skate naquela época, Freestyle, Street, Downhill e Vertical. Compre agora mesmo na Loja do Grito!!! Ou ainda aproveite a Promoção Assinando o Grito News e baixe o DVD Free!

Grito da Rua é Skateboard na veia! Mas você sabe o porque? Porque estamos com vocês desde 1986! Mas para continuarmos a crescer precisamos que você se Inscreva nas redes Sociais do Grito da Rua!:

Grito News: http://eepurl.com/c8tpRn e ganhe descontos!

Youtube: https://goo.gl/P1KAgX

Fanpage: https://www.facebook.com/gritodarua.fanpage

Twitter: https://twitter.com/gritodarua

Pinterest: https://br.pinterest.com/gritodarua/

Instagram: https://instagram.com/gritodarua

Tumblr: https://grito-da-rua.tumblr.com

Spotify Badeco: https://goo.gl/9gKmgU

MixCloud: https://www.mixcloud.com/gritodaruaocanaldoskate/

Agradecemos o todos que colaboram com o Grito da Rua, mas em especial aos skatistas, que sem eles nada teria acontecido! Porque, mas e porém; Eles São Tudo!

Badeco Dardenne

Inscreva-se no Grito News!
Com as Novas do Skate!
Share
Badeco Dardenne

Nos anos 70 era surfista e andava de skate quando não tinha onda, montou seu primeiro skate pregando os eixos do Patins Torlay na madeirite, andava nas ladeiras do Leblon e filava o skate da galera da Cobal do Humaitá. Andou em Campo Grande, mas no Barramares e no Rio Sul ficava babando. Com a Mustabí Creize, a primeira loja 100% skate, produziu o Circuito DHS Bebe Diabo, para iniciantes e amadores, em Perdizes, Sumaré e na Ladeira do Bosque. Com o Mustabí Team patrocinou o Campeão Overall Renato Cupim e o Chorão do CBJ no Freestyle, entre outros. Foi o produtor e apresentador do Primeiro programa do Skate na TV, O Grito da Rua! Foi co-fundador da USE (União de Skatistas e Empresários). É auto-didata, disléxico e incentivador do skateboard Nacional.

Dá um Grito aqui!

View Comments

  • Eu assistia o Grito direto, eu era moleque e ia de vez em quando em São Bernardo, onde foi gravado a abertura com o Ceremony do New Order. Lembro também dos anunciantes do programa, uma loja que vendia todos acessórios, não lembro o nome da loja, mas lembro que era na Alameda dos Maracatins. Se não me engano a Vision também anunciava, e a revista Overall que fez um concurso que dava vários prêmios, pra quem mandasse carta pro programa bolando um slogan pra revista. Lembro que quem ganhou foi um cara que bolou a frase "Session e adrenalina na banca da esquina". Isso ficou gravado na minha memória até hoje.
    abraço aí Badeco

  • Grande Badeco!!!
    Nessa época dos anos 80, eu morava no interior de SP (Ilha Solteira) e a TV Gazeta ainda não pegava lá, porém eu já andava de SKT. Uns amigos que as vezes iam pra Sampa gravavam o seu programa em VHS e levavam pra gente assistir.
    A gente ficava alucinado!!!!
    A gente assistia e logo íamos andar de SKT querendo fazer igual aos caras de Sampa. (os caras de Sampa que eu digo eram: Mureta, Thron, Renato Cupim, etc...)
    Fazíamos rampas de madeirit e detonavamos (o SKT e a gente se quebrava... hehehe).
    E hoje graças a você e a tecnologia temos o Grito da Rua na Web!!!
    Badeco, valeu mesmo!!!

    Grito da Rua, ontem, hoje e sempre.

    Grande Abraço.

    • RogerWEB!!!!
      Grande satisfação de estamos juntos nesta luta pelo o melhor do Skate neste tempo todo! TamuJunto, Obrigado por tudo! Nos falamos no GritoZap!!! 998603544